Milho

A cultura do milho é uma das mais importantes
do Brasil e do mundo. É a segunda maior na produção
agrícola brasileira, sendo superada apenas pela soja.

O milho no mercado nacional

O Brasil é o maior exportador mundial do grão, o que demonstra a sua importância para a economia nacional. 

O que você precisa saber

O nitrogênio (N) é o nutriente de maior demanda para a lavoura de milho por ser o principal constituinte das proteínas e impulsor da produtividade.

O milho é uma das principais culturas produzidas no país devido às suas importantes propriedades nutricionais,
tanto para alimentação humana como animal.

Em muitas regiões do país, o sistema de sucessão de culturas soja e milho safrinha representa prática essencial de otimização de uso da área. E nesse cenário, para se alcançar altas produtividades é imprescindível que o produtor adote tecnologias que melhorem a qualidade do solo e proporcionem uma adubação adequada.

O nitrogênio (N) é o nutriente de maior demanda para a lavoura de milho, pois ele é o principal constituinte das proteínas, sendo determinante para a produtividade.

Entretanto, o modo como a adubação nitrogenada é feita pode ocasionar perdas que interferem na sua eficiência e na disponibilização do elemento, especialmente aquelas que ocorrem por volatilização. 

Para obter uma maior eficiência no uso da adubação nitrogenada, a Cibra conta com o Nitrocap, que é um fertilizante de alta concentração de nitrogênio, que proporciona menores perdas por volatilização com o consequente aumento na produtividade da lavoura de milho e uma maior segurança para o produtor.

Principais Deficiências

Pragas do milho

Pragas subterrâneas ou pragas de solo:
são insetos que se alimentam de sementes,
após a semeadura, e das raízes das plantas

  • Larva-arame
    Conoderus spp. (Coleoptera: Elateridae)
    Melanotus spp.
  • Cupins
    Cornitermes sp.
    Procornitermes sp.
    Syntermes sp. (Isoptera: Termitidae)
    Heterotermes sp. (Isoptera: Rhynotermitidae)
  • Corós, Pão-de-galinha
    Eutheola humilis
    Dycinetus dubius
    Stenocrates sp.
    Liogenys sp.
  • Bicho-bolo
    Diloboderus abaderus (Coleoptera: Scarabaeidae)
    Phlyllophaga spp. (Coleoptera: Scarabaeidae)
    Cyclocephala spp. (Coleoptera: Scarabaeidae)
  • Larva-alfinete
    Diabrotica spp. (Coleoptera: Chrysomelidae)
  • Larva-angorá
    Astylus variegatus (Coleoptera: Dasytidae)
  • Vaquinhas
    Cerotoma (Coleoptera: Chrysomelidae)
    Diphaulaca (Coleoptera: Chrysomelidae)
  • Percevejo-castanho
    Scaptocoris castaneum (Hemiptera: Cydnidae)
    Atarsocoris brachiariae (Hemiptera: Cydnidae)
  • Lagarta-elasmo
    Elasmopalpus lignosellus (Lepidoptera)
  • Tripes
    Frankliniela williamsi
  • Percevejo barriga-verde
    Dichelops furcatus e D. melacanthus
  • Percevejo-verde
    Nezara viridula
  • Cigarrinha-do-milho
    Dalbulus maidi
  • Lagarta-rosca
    Agrotis ipsilon
  • Lagarta-militar ou curuquerê dos capinzais
    Mocis latipes Lepidoptera: Noctuidade
  • Lagarta-do-cartucho
    Spodoptera frugiperda (Lepidoptera: Noctuidade)
  • Cigarrinha-das-pastagens
    Deois flavopicta
  • Cigarrinha
    Peregrinus maidis e Dalbulus maidis
  • Pulgão-do-milho
    Rhopalosiphum maidis
  • Percevejos, tripes e formigas-cortadeiras
  • Broca-da-cana-de-açúcar
    Diatraea saccharalis
  • Cupins
  • Lagarta-da-espiga
    Helicoverpa zea (Lepidoptera: Noctuidade)
  • Lagarta-do-cartucho
    Spodoptera frugiperda (Lepidoptera: Noctuidade
  • Mosca
    Euxesta spp. (Diptera: Otitidae)

Doenças do milho

Doenças foliares:

  • Cercosporiose
    Cercospora zeae-maydis
  • Mancha-branca
    Etiologia indefinida
  • Ferrugem polissora
    Puccinia polysora
  • Ferrugem comum
    Puccinia sorghi
  • Ferrugem tropical ou ferrugem branca
    Physopella zeae
  • Helmintosporiose
    Exserohilum turcicum (Pass.) K. J. Leonard & E. G. Suggs
  • Mancha de Bipolaris maydis
    Bipolaris maydis
  • Mancha de bipolares
    Bipolaris zeicola
  • Mancha foliar de Diplodia
    Stenocarpella macrospora
  • Antracnose foliar do milho
    Colletotrichum graminicola (Ces.) G. W. Wils.
  • Antracnose do colmo
    Colletotrichum graminicola
  • Podridão do colmo por Diplodia
    Stenocarpella maydis ou Stenocarpella macrospor
  • Podridão de colmo por Fusarium
    Fusarium spp.
  • Podridão do colmo por Macrophomina
    Macrophomina faseolina (Tassi) Goid
  • Podridão bacteriana
    Pseudomonas spp. ou Erwinia spp.
  • Podridão-branca da espiga
    Stenocarpella maydis (Berkeley) Sutton e Stenocarpella macrospora (Earle) Sutton
  • Podridão de Fusarium
    Fusarium verticillioides e Fusarium subglutinans
  • Podridão de giberela
    Gibberella zeae
  • Grãos ardidos
    Todos os patógenos citados acima podem causar grãos ardidos
  • Enfezamentos
    Transmitido por cigarrinhas (Dalbulus maidis), são patógenos pertencentes à classe Mollicutes
  • Míldio
    Peronosclerospora sorghi (Weston and Uppal.
  • Raiado fino
    Maize Rayado Fino Virus
  • Mosaico comum do milho
    Sugarcane mosaic vírus – SCMV
  • Doenças causadas por nematoides: Mais de 40 espécies de 12 gêneros tem sido citadas como parasitas das raízes de milho. No Brasil as espécies mais importantes são:Pratylenchus brachyurus
    Pratylenchus zeae
    Helicotylenchus dihystera
    Circonemella spp.
    Meloidogyne spp.
    Xiphinema spp.
Outras Culturas
Fechar
Podemos te ajudar?

Escolha uma das opções:

Fale com a Cibele Acessar a CibraStore Formulário de Contato Receba nossa Newsletter