Adubação com
Enxofre: princípios
e aplicações

Na agricultura o enxofre (S) é considerado um dos macronutrientes essenciais para as plantas.

As funções do S estão ligadas principalmente a formação de aminoácidos como a cistina, cisteína e metionina e ainda na constituição de proteínas, como a papaína, coenzima A e glutationa. A absorção de S pelas plantas acontece por meio de fluxo de massa, em sua maioria na forma de sulfato (SO42) e em pequena parte, na forma de tiossulfato (S2O32-). No solo o elemento se encontra de 95% a 98% na forma orgânica e apenas de 2% a 5% na forma mineral.

Os sintomas de deficiência de enxofre nas plantas apresentam grande similaridades com os sintomas de deficiência de nitrogênio como a clorose geral das folhas, incluindo as nervuras que passa de verde pálido para o amarelo, porém diferente da deficiência de nitrogênio, os sintomas se iniciam nas folhas jovens. Em solos onde se encontra a falta do nutriente é possível observar em alguns casos plantas com um menor porte e caule finos. A deficiência pode ser expressa pelas plantas por alguns motivos: baixa concentração natural de enxofre no solo, por apresentar um baixo ter de MOS, utilização de fertilizantes concentrados sem a presença de enxofre, e cultivares mais produtivas ou sistemas mais intensivos que extraem mais nutrientes de enxofre do solo.

Se tratando da cultura da soja, a quantidade extraída de enxofre para a produção de 1 tonelada de grãos por hectare é de 15,4 kg, deste total, 35% é retirado da lavoura. Devido a considerável mobilidade do nutriente no solo e seu acúmulo nas camadas mais profundas, para diagnosticar sua necessidade na lavoura é necessário a amostragem e a análise de solo nas camadas de 0 a 20 cm e de 20 a 40 cm.

Em relação a mercado e fontes minerais para a adubação de enxofre, os produtos comumente mais utilizados são: superfosfato simples (12% de S), o sulfato de amônio (24% de S). Além desses produtos, também é possível a aplicação de enxofre elementar (90-99% de S), porém para que o nutriente se torne disponível para as plantas é necessário que ocorra a oxidação, processo biológico que depende de vários fatores, como temperatura, umidade e aeração, textura do solo e matéria orgânica, pH e a superfície especifica da fonte.

A Cibra Fertilizantes, além do superfosfato simples e sulfato amônio possui produtos diferenciados capazes de oferecer enxofre de qualidade ao solo e fornecimento equilibrado as plantas, como é o caso da linha BaseFort, produto que contém em um único grânulo o N, P e S. A Cibra ainda conta com o desenvolvimento do POLY4, fertilizante do qual contém em apenas um grânulo K, Ca, Mg e S a base de sulfato, sendo futuramente, uma nova alternativa de manejo e nutrição de plantas para várias culturas em diversos estados brasileiros.

Referências

BORKERT, Clóvis Manuel et alSeja o doutor da sua soja. 5. ed. Cascavel: Potafos, 1994. 17 p. Disponível em: https://www.npct.com.br/npctweb/npct.nsf/article/BRS-3140/$File/Seja%20Soja.pdf. Acesso em: 06 dez. 2021.

HOROWITZ, N. Oxidação e eficiência agronômica do enxofre elementar em solos do Brasil. 2003. 109  p. Tese  (Doutorado,  Programa  de  Pós Graduação  em  Ciência  do  Solo) – Faculdade  de Agronomia, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2003.

TECNOLOGIAS de produção de soja – região central do Brasil 2009 e 2010. Londrina: Embrapa Soja, 2008. 261 p. (Embrapa Soja. Sistemas de Produção, 13).

Fechar
Podemos te ajudar?

Escolha uma das opções:

Fale com a Cibele Acessar a CibraStore Formulário de Contato Receba nossa Newsletter