Deficiência de Boro (B) na Uva

Facilita o transporte de açúcares através das membranas e está envolvido na síntese de ácidos nucléicos e, consequentemente, na síntese de proteínas; na germinação do grão de pólen e no crescimento do tubo polínico. Participa da divisão celular e favorece a síntese de ácido nucléico e, portanto, o crescimento.

Atua na fase de fecundação, incrementando a germinação do grão de pólen e o desenvolvimento do tubo polínico. Participa do metabolismo e transporte de carboidratos, favorece a síntese de aminoácidos e proteínas, participa do mecanismo de ação das giberilinas e da síntese de auxinas, influi na absorção e mobilidade do cálcio na planta.

Deficiência – Os primeiros sintomas de carência de B aparecem nos órgãos mais novos da videira, em virtude da sua imobilidade na planta. Os sintomas de carência de boro compreendem o amarelecimento das áreas internervais das folhas apicais e a má formação dos cachos, com presença de bagas normais entremeadas com bagas pequenas, das quais algumas são alongadas e com superfícies deprimidas e escuras na casca, e muitas delas apresentam necrose da polpa, bem visível quando verde, além de bagas com manchas de cor chumbo na polpa do fruto.

Fechar
Podemos te ajudar?

Escolha uma das opções:

Fale com a Cibele Acessar a CibraStore Formulário de Contato Receba nossa Newsletter