Fontes de fósforo
e suas funções
na formação
das plantas

Da raiz aos frutos, esse macronutriente é vital no desenvolvimento das plantas.

Naturalmente, a maior parte dos solos brasileiros apresenta baixa fertilidade, devido principalmente à elevada acidez e aos baixos teores de fósforo na solução do solo. 

O fósforo é essencial para o desenvolvimento das plantas, formando estruturas importantes e participando de inúmeras reações bioquímicas. A falta desse macronutriente causa um menor desenvolvimento de raízes, deixando-as mais suscetíveis em períodos de seca.  

Tipos de fontes de fósforo e suas funções 

Dentre as fontes de fósforo mais utilizadas no Brasil, destacam-se as totalmente aciduladas (superfosfato simples e superfosfato triplo), os fosfatos de amônio (monoamônico ou MAP e fosfato diamônico ou DAP) e os fosfatos naturais (Bayóvar, fosfatos de Arad, Gafsa, fosfatos de Araxá, Patos de Minas etc.). 

Em função de características intrínsecas às suas rochas, os fosfatos naturais apresentam grande variabilidade com relação à solubilidade e aos teores de fósforo. Aqueles que possuem origem sedimentar apresentam alta reatividade devido ao seu elevado grau de substituição isomórfica, o que lhes confere uma maior velocidade de reação no solo. Vale lembrar que nem todos os sedimentares são reativos e precisam ter substituição isomórfica suficiente para isto. Esta substituição se reflete na sua solubilidade em ácido cítrico ou fórmico. 

O fosfato natural reativo (FNR) é um tipo de fertilizante que fornece fósforo e cálcio. É produzido principalmente a partir de rochas sedimentares, sendo considerado uma boa alternativa para a adubação fosfatada. Ao comparar esse tipo de fosfato com fertilizantes de alta solubilidade em água, que disponibilizam fósforo de forma rápida, ele possui uma disponibilidade à planta mais lenta e um custo mais baixo por ponto de P2O5 (FNR é insolúvel em água). 

Para a adubação de correção, os FNR apresentam eficiência agronômica inferior no primeiro ano da aplicação em relação aos fosfatos solúveis, porém o seu efeito residual é igual ou até mesmo superior às fontes solúveis nos anos subsequentes. 

Tanto no sulco de semeadura como a lanço, a aplicação do FNR também pode ser usada na adubação de manutenção em áreas que apresentem alto teor de fósforo no solo, pois sua menor eficiência inicial terá pouco ou nenhum impacto na produtividade. Mas a médio prazo, a utilização dos FNR na adubação anual de manutenção será responsável por manter ou até mesmo elevar a disponibilidade de fósforo do solo, se comportando de maneira semelhante aos fosfatos solúveis em água. 

A Cibra conta com a linha de fertilizantes Cibrativ, o nosso fosfato natural reativo de alta densidade e elevados níveis de fósforo e cálcio para uma nutrição completa e balanceada para a planta. 

Acesse nossa página de fertilizantes diferenciados para conhecer essas e outras linhas de produtos que ajudam a potencializar o desenvolvimento do seu cultivo.  

Referências

Embrapa: Manejo da Adubação Fosfatada para Culturas Anuais no Cerrado. Disponível em: < https://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/item/154889/1/CT-33.pdf> Acesso em 05 de maio de 2022

RESENDE, A. V.; FURTINI NETO, A. E.; Aspectos relacionados ao manejo da Adubação Fosfatada em solos do Cerrado. 1., 2007, Planaltina: Embrapa Cerrado, 2007, 32p. 

GOEDERT, W.J.; SOUSA, D.M.G. Uso eficiente de fertilizantes fosfatados. In: SIMPÓSIO SOBRE FERTILIZANTES NA AGRICULTURA BRASILEIRA, 1., 1984, Brasília. Anais. Brasília: Embrapa-DEP, 1984. p.255-289. 

NOVAIS, R. F.; SMYTH, T.J. Fósforo em solo e planta em condições tropicais. Viçosa: UFV, 1999. 399p.

PARENTE, T. L.; CAIONE, S.; CAIONE, C.; SILVA, A. C. S.; YAMASHITA, O. M.; LAVEZO NETO, A. Residual de fósforo em cana soca para produção de forragem no norte de Mato Grosso. Revista de Ciências Agroambientais, Alta Floresta, v.14, n.1, p.157-162, 2016.

Fechar
Podemos te ajudar?

Escolha uma das opções:

Fale com a Cibele Acessar a CibraStore Formulário de Contato Receba nossa Newsletter